Pesquisa mostra que consumidores querem segurança na nuvem
fev 13

Pesquisa mostra que consumidores querem segurança na nuvem

Os consumidores estão preocupados com a segurança da tecnologia oferecida pelos provedores de serviços em nuvem e o que esses provedores podem fazer com seus dados.

A pesquisa “Global do Consumidor da F-Secure” mostra que os usuários querem serviços em nuvem pessoais, mas que querem ter certeza de que o conteúdo está privado, seguro e sob o controle deles. Ao armazenar o conteúdo em sites de redes sociais e com os serviços de armazenamento em nuvem, 63% deles estão preocupados com a vulnerabilidade da tecnologia dos provedores de armazenamento, e seis em cada dez estão preocupados com a possibilidade de esses provedores venderem o conteúdo.

O estudo, concluído pela Gfk, abrangeu entrevistas pela web com 6 mil usuários de banda larga, com idade entre 20 e 60 anos, de 15 países: Alemanha, Itália, França, Reino Unido, Holanda, Bélgica, Suécia, Finlândia, Polônia, EUA, Brasil, Chile, Colômbia, Austrália e Malásia.

Um dos produtos oferecidos pela F-Secure ao mercado é o Content Anywhere da F-Secure, que foi concebido, construído e gerido de acordo com políticas rígidas de privacidade e com múltiplas camadas de segurança que protegem dados criptografados do consumidor. Os próprios dados são armazenados utilizando estruturas de metadados ambíguos. Como uma cidade grande, sem mapa e sem os nomes das ruas, a estrutura de metadados ofuscada impossibilita que um terceiro não autorizado encontre qualquer coisa.

“A nuvem da F-Secure é construída em conformidade com as normas de privacidade nórdicas e da União Europeia”, explica Janne Jarvinen, Diretor e Colaborador Externo de P&D da F-Secure. “Participamos em consórcios de nuvem nórdicos e da UE que enfocam em como fazer nuvem da maneira certa. Criamos sistemas confiáveis e é uma honra para nós ‘fazer a coisa certa’, ou seja, manter os consumidores no controle de seus dados”, complementa.

O foco da F-Secure em serviços em nuvem seguros estende-se até mesmo à proteção contra malware na nuvem. A empresa rastreia o conteúdo carregado e salvo em busca de malware por meio de sua tecnologia premiada como a melhor em proteção, uma maneira importante de evitar a propagação de malware, especialmente quando se trata de compartilhamento de arquivos e colaboração por meio da nuvem.

Para a finlandesa F-Secure, privacidade não é apenas um termo de marketing que está na moda, mas um valor cultural muito bem guardado com o apoio de rígidas leis de privacidade. Leis finlandesas e da União Europeia protegem o sigilo da correspondência, telefonia e outras comunicações confidenciais dos usuários e permitem aos consumidores controlar o uso de seus dados pessoais. Universidades finlandesas, por sua vez, desenvolvem administradores e pessoas que trabalham com TI que são dedicados às práticas de privacidade, e esses trabalhadores trazem consigo o respeito pela privacidade pessoal quando vêm trabalhar nas empresas finlandesas de tecnologia, como a F-Secure.

“Nós levamos a privacidade pessoal muito a sério neste país”, diz Timo Laaksonen, Vice-Presidente de Conteúdo em Nuvem da F-Secure. “Em todo o mundo, as pessoas estão preocupadas com os serviços em nuvem e com a possibilidade de seus dados serem utilizados para fins de criação de perfil sem permissão. A F-Secure é o produto de um país onde a privacidade faz parte da cultura. O seu conteúdo é só seu e respeitamos isso. Em tudo o que fazemos, operamos de acordo com esse princípio”, finaliza o executivo.

Fonte: http://www.datacenterdynamics.com.br